segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Dicas para comprar na Black Friday

Olá pessoas lindas!!!

Fim de ano se aproximando.... E muitas lojas estão aproveitando que o Natal está próximo para fazer as famosas promoções da Black Friday, que é importada da cultura americana, por lá está “liquidação geral” acontece sempre no dia seguinte ao feriado de Ação de Graças. Aqui no Brasil também é uma febre, porque nós brasileiros amamos uma promoção, e nós mulheres que amamos fazer compras adoramos mais ainda.

Mas o que pode parecer um momento imperdível, muitas vezes é cheio de pegadinhas. Comigo já aconteceu uma dessas pegadinhas. Estava louquinha por um celular novo, pois o meu estava caindo aos pedaços, aí esperei a tão da Black Friday, pesquisei, pesquisei até que achei o modelo que queria e o preço que caberia no meu bolso. Comprei num site muito famoso Extra, mas não observei que na verdade o site oferecia espaço para outras lojinhas oferecerem seus produtos. Pois já tinha comprado outras vezes no Extra e tinha ficado muito satisfeita, porque o produto chegava rápido e era super seguro. Para minha surpresa, demorou muito, mas muito mesmo para chegar e quando chegou ufa!!! Pensei que tinha acabado os meus problemas... que nada! Passou 3 dias (para minha sorte, pois até 7 pode devolver o produto) e o tão querido celular deu problema.

Lá fui eu atrás da assistência técnica da Samsung e quando o rapaz me atendeu, surpresa!!!! O celular era importado e não tinha garantia aqui no Brasil. Saí de lá irada com o Extra. Entrei em contato e expliquei a situação, aí outra surpresa!!! O Extra não resolveria, quem tinha que resolver, a lojinha. A lojinha informou que não era com eles... aí já viu a saga.

Resumindo a saga: fui ao PROCON, com nota fiscal, e-mail de compra no site do Extra e tudo mais. O veredito foi que o cliente confiou no site do Extra e fez a compra por lá, então eles teriam que resolver. Solicitei o cancelamento da compra, devolvi o aparelho via correios e depois de 2 meses estornaram o dinheiro no meu cartão de crédito.

Por isso, tenha muito cuidado, pois junto com uma Black Friday, pode vim uma Black Fraude.

Mas depois do susto, voltei a comprar no site do Extra, mas tive todo o cuidado de ler tudo, todas frases pequenas e ver quem seria o responsável pela venda, se era o site mesmo ou outra lojinha. E chegou tudo perfeito e sem mais nenhum problema.

Então não vamos generalizar e é só ter alguns cuidados para evitar cair em armadilhas e aproveitar os bons preços desta época.

Veja algumas dicas fundamentais para aproveitar bem a Black Friday:


Planeje as compras


Pense bem antes de comprar. O país está ainda passado por um momento com crise e é preciso ter muita cautela, antes de comprar qualquer coisa. Pense se o que irá comprar é realmente necessário naquele momento. Avalie se é só para aproveitar a promoção, se é um impulso. Analise bem se está dentro do seu orçamento. E uma coisa muito importante, após comprar anote suas compras, ainda mais se for parcelada!



Analise bem as promoções

Antes da chegada da Black Friday, pesquise bem o preço do que você quer comprar e anote num bloquinho de anotações, para não esquecer o preço que estava antes e veja se realmente vale apena comprar na Black Friday ou é melhor esperar mais um pouquinho, pois muitas vezes não tem promoção nenhuma e as propagandas deixam a gente empolgada.
Saber o valor do produto nas semanas que antecedem à promoção é fundamental para evitar cair em promoções falsas.



Verifique a reputação da empresa



A internet é a nossa grande aliada. Pesquise no Google a respeito daquela loja quer queira comprar, se existe alguma reclamação sobre ela, no Procon- SP disponibiliza uma lista de sites que tiveram reclamação registrada no Procon e a lista ainda informa se o site está fora do ar ou não.



Conheça seus direitos

O Código de Defesa do Consumidor estabelece o prazo de 30 dias para reclamações sobre problemas aparentes ou de fácil constatação no caso de produtos não duráveis e de 90 dias para itens duráveis, contados a partir de sua verificação. Essa reclamação pode ser feita para o próprio comerciante ou para o fabricante, à escolha do consumidor.

No Brasil, o direito do consumidor vale da mesma forma para produtos normais como aqueles em liquidação. É importante conhecer nosso direito de consumidor para não ser “passado para trás” durante uma negociação ou quando a compra é concluída.

Desistência do produto: para as compras feitas por telefone, catálogo ou internet, ou seja, outra forma que não seja no estabelecimento comercial o CDC (código de defesa do consumidor) garante o prazo de 7 (sete) dias para desistir da compra, mesmo que não haja problema com o produto ou serviço, contado a partir da aquisição ou de seu recebimento.

No ato da entrega, só assine o documento de recebimento após examinar o estado da mercadoria. Havendo irregularidades, estas devem ser relacionadas, justificando assim o não recebimento.

Acesse o link abaixo e conheça todos os direitos do consumidor:



Com planejamento e pesquisando bastante, com certeza poderá um momento de bastante economia para seu bolso. Boas compras!!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário