terça-feira, 15 de novembro de 2016

Cuidados ao brincar com Pokemón Go

Olá pessoas lindas!!!

            A tecnologia sempre trazendo novidades para a vida de todos... Antigamente não existiam muito brinquedos e se as crianças quisessem se divertir tinham que usar a criatividade e brincar de amarelinha, bolinha de gude, cantigas de roda, passa anel, roda pião, pipa… Tudo isso fazia parte do seu cotidiano e assim elas se divertiam por horas e dias.
               Hoje as brincadeiras infantis mudaram muito em relação ao passado. As crianças de hoje se divertem com computadores, tabletes, vídeo games e Smartphones. A informação hoje é em tempo real, o aprendizado das crianças é mais rápido, não existem barreiras de tempo ou de distância para que qualquer um saiba o que está acontecendo.
É normal ver uma criança que, ao mesmo tempo, navega na internet, folheia uma revista, fala no telefone, e ainda assiste televisão... E uma das brincadeiras do momento é o Pokemón Go.
Mas não só as crianças estão alucinadas com essa brincadeira, mas até adultos estão adorando entrar nessa brincadeira. Estava chegando ao Outlet Brasília e lá estavam dois adultos engravatados conversando sobre pokebola e dando dicas sobre como aproveitar melhor o jogo.
Mas como qualquer jogo ou tecnologia, é preciso tomar cuidado para que pessoas mal intencionadas não o enganem ou até aconteçam acidentes. Veja dicas de um especialista em segurança digital:

Cuidado com estranhos

 A brincadeira tem pontos especiais chamados “PokéStops” e ginásios Pokémon, em que há batalha dos monstrinhos. Nestes locais, há acúmulo de pessoas mexendo em seus celulares. “Os criminosos podem se aproveitar disso para roubar as vítimas.


Ter atenção


Este é um cuidado que deve ser tomado por todos, pois diversos casos de assaltos, atropelamentos e quedas já foram noticiados. Por isso, não jogue  enquanto estiver atravessando a rua e sempre ficar atento ao redor.


Cuidado por onde anda

Muita gente já passou vergonha na rua por andar e digitar no Smartphone ao mesmo tempo. Tropeçou, esbarrou em alguém e até já caiu de cara no chão. Nos Estados Unidos, por exemplo, um jogador decidiu acampar e jogar Pokémon GO ao mesmo tempo. E, na busca por um monstrinho, seguiu avançando sem se dar conta do barranco de 15 metros à sua frente. O treinador acabou caindo e se machucou por pura besteira.



Não invada a casa dos outros ! 

A ideia de Pokémon GO é fazer com que os monstrinhos apareçam em qualquer lugar. O problema é que, às vezes, pode existir uma cerca entre você e aquele Pokémon e a vontade de ultrapassá-la pode ser tentadora — mas também muito perigosa.


E nem precisa ser na casa de alguém para que a brincadeira vire problema. Até mesmo um terreno vazio pode gerar problema, já que muitas vezes eles também são protegidos.


Assim, fica a recomendação: não faça. Não pule muros, não invada terrenos e nem nada do tipo. Se há uma cerca ou qualquer coisa do tipo entre você e o monstrinho, tenha a autorização do dono da propriedade antes de avançar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário